Hérnias de parede abdominal

Hérnias de parede abdominal - Dr. Valter Alvarenga

Hérnias de parede abdominal correspondem à passagem ou escorregamento de órgãos internos através de um orifício na parede abdominal. Isso acontece devido o enfraquecimento, afastamento ou ruptura das estruturas da parede. Geralmente percebemos que temos hérnia devido abaulamentos (“caroços ou bolas”) ou dor, principalmente aos esforços físicos. São comuns nas regiões inguinal e femoral (virilha), umbilical (umbigo), epigástrica (acima do umbigo) ou em regiões onde ocorreram cortes decorrentes de cirurgias anteriores no abdome (incisional).

O tratamento habitual é a correção cirúrgica, que pode ser tanto por via convencional quanto minimamente invasiva (videolaparoscópica ou robótica), geralmente com a aplicação de telas de reforço para evitar seu retorno ou recidiva. Algumas vezes, o intestino ou outros órgãos podem ficar presos no orifício da hérnia e não retornam à sua posição normal espontaneamente.

Quando isso acontece, a circulação sanguínea neste órgão deixa de acontecer. Se for uma alça intestinal, poderá perfurar e causar complicações infecciosas, sendo necessária a realização de uma cirurgia de urgência. Dr. Valter Alvarenga salienta que, sempre que possível, é fundamental a avaliação precoce para se evitar complicações desnecessárias.

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Outras Especialidades
Cirurgia Robótica - Dr. Valter Alvarenga

Cirurgia Robótica

A Cirurgia Robótica é considerada uma evolução da cirurgia minimamente invasiva videolaparoscópica. Após estabelecer os acessos (incisões), o cirurgião introduz a câmera e os instrumentos

Cirurgia Videolaparoscópica - Dr. Valter Alvarenga

Cirurgia Videolaparoscópica

A Cirurgia Videolaparoscópica é a modalidade da cirurgia minimamente invasiva em que introduzimos uma óptica acoplada a uma câmera de vídeo e outros instrumentos cirúrgicos

Melanoma - Dr. Valter Alvarenga

Melanoma

O melanoma maligno é um câncer de pele raro, mas agressivo, pois, mesmo em estágios iniciais pode ser capaz de se espalhar para outros órgãos