Metástases hepáticas

Metástases hepáticas - Dr. Valter Alvarenga

Metástases hepáticas são nódulos identificados no fígado decorrentes de outros tumores iniciados em outros órgãos. Podem se apresentar ao diagnóstico da doença ou serem identificadas no acompanhamento destes pacientes, após o fim do tratamento inicial. São sempre motivo de preocupação, pois demonstram um estágio mais avançado da doença.

No entanto, a ampliação do conhecimento sobre a biologia tumoral, novos esquemas quimioterápicos, introdução das terapias-alvo, melhor suporte nas cirurgias e avanço nas técnicas de ablação e embolização, têm possibilitado maior chance de cura ou de sobrevida em longo prazo para esses pacientes.

A ressecção de metástases hepáticas pode ser realizada na mesma etapa da retirada do tumor primário (cirurgia simultânea) ou em momentos diferentes, em que pode ser realizada de duas maneiras: abordagem clássica (ressecção do tumor primário, seguida de cirurgia de ressecção das metástases) e abordagem reversa (opera-se primeiro o fígado e somente depois o tumor primário).

O Dr. Valter Alvarenga esclarece que fatores anteriormente considerados contraindicações para a cirurgia, tais como número de metástases e presença de doença extra-hepática, são atualmente analisados caso a caso e não devem privar o paciente da oportunidade de tratamento.

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Outras Especialidades
Cirurgia Robótica - Dr. Valter Alvarenga

Cirurgia Robótica

A Cirurgia Robótica é considerada uma evolução da cirurgia minimamente invasiva videolaparoscópica. Após estabelecer os acessos (incisões), o cirurgião introduz a câmera e os instrumentos

Cirurgia Videolaparoscópica - Dr. Valter Alvarenga

Cirurgia Videolaparoscópica

A Cirurgia Videolaparoscópica é a modalidade da cirurgia minimamente invasiva em que introduzimos uma óptica acoplada a uma câmera de vídeo e outros instrumentos cirúrgicos

Melanoma - Dr. Valter Alvarenga

Melanoma

O melanoma maligno é um câncer de pele raro, mas agressivo, pois, mesmo em estágios iniciais pode ser capaz de se espalhar para outros órgãos